MENU

sábado, 4 de abril de 2015

EXPOSIÇÃO PERMANENTE




No andar superior da igreja das Fronteiras funciona uma exposição permanente do acervo pessoal de Dom Helder. A exposição foi inaugurada no dia 12 de abril de 2013 com um evento na Igreja das Fronteiras, aberto por Lucinha Moreira, que compôs a mesa ao lado do então presidente do IDHeC, Bruno Ribeiro, D. Madalena Arraes, Roberto Franca, Pe. João Pubbem, Pe. José Edwaldo Gomes,  Teresa Dueire,  Pe.Gleiber  Melo, representando o arcebispo Dom Fernando Saburido, Leda Alves, representando a prefeitura do Recife, Pedro  Eurico, representando o governo do estado e Severino Pessoa, presidente da FUNDARPE, a grande parceira na concretização da exposição.


A exposição começa com um mural com a linha do tempo da vida de Dom Helder, indo de 1909 a 2000, onde além de fatos da vida do Dom, constam também os presidentes da república e fatos relevantes de cada período.


Objetos de uso pessoal como batinas e sua cruz de madeira, objetos litúrgicos, documentos, títulos, diplomas, presentes, homenagens, livros, prêmios, medalhas e fotos integram a exposição em um ambiente moderno e climatizado.


Fazem ainda parte da exposição  24 baners, com textos e fotos, que sintetizam toda a vida e obra de Dom Helder.

O visitante ainda pode assistir a filmes ou ouvir a voz do Dom, no programa de rádio Um Olhar sobre a Cidade, em sistema ininterrupto de vídeo e áudio.  

Foram catalogadas 920 peças do acervo de Dom Helder e 200 peças estão na exposição.
   


A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 14h às 17h, incluindo uma visita guiada por todo o Memorial. Tratando-se de grupos, é necessário prévio agendamento.

O objetivo desta exposição é, ao lado do CEDOHC preservar e divulgar a vida e a obra de Dom Helder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário