MENU

sábado, 4 de abril de 2015

IGREJA DAS FRONTEIRAS

Capela de Nossa Senhora da Assunção das Fronteiras da Estância de Henrique Dias



Em reconhecimento aos méritos de Henrique Dias e seus soldados negros nas lutas contra o invasor holandês, iniciadas em 1644, o Rei de Portugal doou ao valoroso guerreiro, terras que tinham pertencido a alguns dos ricos comandantes da Holanda. 


Parte dessas terras o grande herói negro já possuía como uma estância e ai, em uma de suas fronteiras, havia edificado- em 1646- uma pequena capela, em taipa, coberta de telhas, para celebração de ofícios religiosos, como monumento comemorativo das vitórias que vinha alcançando contra o inimigo, dedicando-a à Maria, sob o título de Nossa Senhora da Assunção.  


A capela passou pelas mãos de vários administradores ao longo do tempo, sendo reconstruída e ampliada. No século XIX tornou-se “Capela Imperial”, assinalando a visita de Dom Pedro II  e, finalmente, já como patrimônio da Arquidiocese de Olinda e Recife, foi tombada como Patrimônio Nacional, pelo IPHAN, em 1949. 


A capela foi restaurada em 2007/2008, com  o patrocínio do BNDES e reaberta ao público em outubro de 2009, sob a responsabilidade do IDHeC.


 Atualmente está aberta à visitação e à realização de cerimônias religiosas como casamentos, batizados e Celebrações Eucarísticas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário