MENU

sexta-feira, 1 de maio de 2015

ILHAS DE EGOÍSMO - UM OLHAR SOBRE A CIDADE


"Meus queridos amigos, nós aprendemos desde crianças que ilha é uma porção de terra cercada de água por todos os lados. Há pessoas que se cercam de egoísmo por todos os lados, viram ilhas de egoísmo. No álbum de um amigo, que está correndo este perigo, o padre José escreveu: estás cercado de ti por todos os lados. 

Para te livrares de ti mesmo, lança uma ponte sobre o abismo de solidão que o teu egoísmo criou, trata de ver além de ti, busca ouvir alguém e, sobretudo, tenta o esforço de amar ao invés de simplesmente te amar. Será exagero dizer que há pessoas que olham, olham, olham, mas é como se estivessem cercadas de espelhos por todos os lados. Quem está rodeado de espelhos, quando quer ver, apenas se vê. Se alguém conta uma viagem que fez, logo, o super egoísta tem três ou quatro viagens pra contar. 

Se alguém comenta uma doença que teve, o super egoísta já teve doença pior. Só falta dizer que já esteve como morto, em caixão mortuário, e espantou o pessoal do velório, levantando-se quando o enterro estava quase para sair. Será exagero dizer que há pessoas que dão a impressão de escutar os outros, mas de verdade, só fazem se escutar? 

Quando os outros falam, escutam como um ausente e apenas esperam uma primeira brecha dada por quem fala para falar... e como! Será exagero dizer que há pessoas que estão seguras de que amam e amam profundamente, mas na verdade apenas se amam? Ilhas de egoísmo, ninguém está livre deste perigo. Temos que estar alertas para ver em que medida o egoísmo nos ameaça, nos cerca, nos envolve por todos os lados. Uma garota muito viva, ouvindo falar em ilhas de egoísmo, comentou sem ironia e com a velada ponta de tristeza. Lá em casa tá virando arquipélago, quase que só dá ilha de egoísmo"


Nenhum comentário:

Postar um comentário