MENU

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

EM TEMPO: PROJETO DOM DA PAZ EM GRAVATÁ

O que precisa a palavra para seguir adiante? O que precisa um exemplo de vida para ser conhecido? Precisam ser semeadas, que suas sementes caiam em terreno fértil, que germinem e deem bons frutos. Essa é a melhor forma de garantir que a palavra não seja esquecida e que o exemplo de vida seja admirado e seguido.

E, essa semeadura tem que começar a brotar nos jovens, porque depende deles se os frutos serão colhidos e se novas sementes serão cultivadas.

Por isso é uma enorme alegria para o IDHeC receber a visita de crianças, adolescente e jovens, que se interessam pela vida e obra de Dom Helder e que levam adiante a missão de semeadores.

Como foi o caso do Projeto O DOM DA PAZ, realizado por alunos do 8º e 9º  da Escola Recrearte-GERAR/ de Gravatá-PE.

O primeiro passo do projeto foi uma visita ao IDHeC, no dia 19 de março desse ano. 


Os alunos viram e sentiram a mística da Casa Museu, visitaram os arquivos (CEDHOC), pesquisaram, e construíram conhecimentos que foram reproduzidos na Exposição que finalizou o Projeto, com brilho e competência. 

A culminância do projeto foi no dia 22 de maio, com um belo resgate da memória do Dom da Paz!

Nas apresentações dos alunos podemos observar que se apropriaram dos conhecimentos referentes à simplicidade e o amor de Dom Helder pelos pobres, sua luta pelos Direitos Humanos e a injustiça de não ter ganhado o Prêmio Nobel da Paz, por questões de cunho político-religioso.

Parabéns aos alunos do oitavo e nono anos, pela brilhante apresentação do tema: "Dom sem Fronteiras". Na pesquisa descobriram que Dom Helder era solidário, amava e defendia os pobres, e que na ditadura militar foi perseguido, mas no mundo inteiro foi reconhecido.


O projeto foi concluído com uma bela exposição da produção dos alunos: maquete da casa do Dom,  escultura do dom, com a orientação de um artista plástico de Gravatá e murais alusivos ao Dom. 

Parabéns ao aluno Luiz Henrique, dom Helder “mirim”, que nos encantou com o poema “Mariama”, declamado pelo Dom na Missa dos Quilombos, em 1981.


O Instituto Dom Helder Camara fica a disposição da escola para mais projetos, no desejo de que os alunos sejam multiplicadores das ideias do Dom.

 GALERIA DE FOTOS
        

Nenhum comentário:

Postar um comentário