MENU

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

ATUALIDADES: INSTITUTO CAPIBARIBE COMEMORA 60 ANOS


O Instituto Capibaribe foi fundado em outubro de 1955 por um grupo de educadores que tinham  objetivo de educar sob um novo olhar.


Liderados por Paulo Freire, que não aceitava a forma como a educação estava sendo oferecida às crianças, jovens e adolescentes, da cidade,  tinha a proposta de criar uma escola inovadora, que fugisse ao padrão tradicional.

O Instituto Capibaribe, umas dais  primeiras escola alternativas da cidade, foi buscar o seu nome no rio que corta o Recife e que, em tupi, significa “rio das capivaras”. Paulo Freire justificava a escolha do nome dizendo: "o rio Capibaribe é a beleza e a poesia da cidade do Recife"

A nova escola atraiu muitos intelectuais da época, que participaram ativamente discutindo e aprofundando novas ideias a respeito do por quê, do para quê e do como, ensinar e aprender.


Em 3 de março de 1955, o Instituto Capibaribe foi oficialmente fundado, como sociedade civil sem fins lucrativos, sem proprietários, com finalidade de educar crianças, formar professores e atualizar famílias, mantido pelas mensalidades pagas pelos estudantes. As aulas tiveram início no dia 7 de março. Com uma estrutura participativa, o Capibaribe foi organizado por conselhos: Diretor, de Sócios Colaboradores, de Pais (de Finanças e de Integração Família Escola) e de Alunos(as).

No primeiro ano de funcionamento, Paulo Freire se afastou da escola, e a direção foi assumida pela professora Raquel Correia de Crasto. Durante os 40 anos que conduziu o Instituto Capibaribe, Raquel manteve a filosofia, os princípios e investiu nas ideias que deram origem à escola, sempre contando com o importante protagonismo das famílias.

Em maio de 1965, o Instituto foi reconhecido como de Utilidade Pública Estadual, pela Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco.


Em 1995, dona Raquel deixou de atuar na direção do Instituto, tornando-se sua Diretora Emérita. A partir de então, a direção da escola passou para Vera Lucia Anderson e Patrícia Couto Barreto, e, em 2000, para Monica Antunes Melo e Vera Lúcia Anderson.

Hoje, 60 anos depois, a proposta de fundação da escola continua sendo a base de seu trabalho, mas que vem se renovando com o passar do tempo, acompanhando as mudanças pelas quais o mundo passa em seu dia a dia.


No último dia 02 de outubro o Instituto Capibaribe escolheu a Igreja das Fronteiras para dar graças a Deus por seus 60 anos de serviços prestados à educação em nossa cidade. E a escolha não foi por acaso. Foi por ser o local onde a memória de Dom Helder Camara está preservada e viva.

A Missa em Ação de Graças foi celebrada por Frei Aloísio Fragoso e contou com a participação de professores, funcionários, alunos, pais e ex-alunos.





 GALERIA DE FOTOS DA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA





Fotos: Rodrigo Lobo

Um comentário:

  1. Instituto Capibaribe,muito obrigado pela Educação que você deu aos meus filhos.

    ResponderExcluir