MENU

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

OBRAS COMPLETAS: CIRCULARES PÓS-CONCILIARES 85 -VIGÍLIA EM LOUVOR DE SÃO SEBASTIÃO


Após-Concílio
Recife, 19/20.1.66
26ª Circular

Vigília em louvor de São Sebastião


À querida Família Mecejanense

Encho a Vigília – tão cheia do Rio da Enchente, da Reconstrução e da querida Cruzada, preparando a reunião de hoje (20h do Comando da Operação Esperança e de domingo (15h) do Conselho de Moradores da Operação Esperança:

Operação Esperança

CONSELHO DE MORADORES

I) Considerações gerais

1. A Operação Esperança nasceu para ajudar o Povo das Áreas-desafio do Recife e de todo o Nordeste a preparar-se para o desenvolvimento.

É, então, fundamental para a Operação Esperança não apenas trabalhar para o Povo ou como o Povo, mas ajudar o Povo a sempre mais, participar do conhecimento e da solução de seus maiores problemas.

2. O ideal é chegar a ter em cada Área-desafio um Conselho de Moradores, consciente e livremente eleito pela Comunidade. Enquanto não se chega a tanto, a Operação Esperança poderá reconhecer um Conselho Provisório, de pessoas residentes na Área-desafio que representam, conhecedoras dos problemas locais e com força moral diante do povo.

3. Dos vários Conselhos locais sairá, eleito por dois anos, o Conselho de Moradores encarregado juntamente com o Conselho Consultivo e com o Conselho Técnico, de conduzir a Operação Esperança.

II) Programa de ação

68 Cruzada São Sebastião, Cf. relação das instituições em Anexo II, pág. 352.
86 Dom Helder

1. Os maiores inimigos que o Conselho de Moradores deve levar o Povo a enfrentar são:

a) a desunião da Comunidade: a Operação Esperança não trabalha em Área-desafio que não se una em vista do bem de todos, do bem comum;

b) o desânimo, o pessimismo, o fatalismo de achar que não adianta tentar, que vai dar em nada, que de promessa e mentira o Povo já anda cheio...

c) a tentação de achar que o Governo tem obrigação de fazer tudo e que o Povo não tem nada que trabalhar de graça para o Governo.

2. O Conselho de Moradores combate seus maiores inimigos, assim:

a) quanto à desunião:

• lembrando que só a união do Povo fará o progresso, o desenvolvimento de nossa Área, do Nordeste, do Brasil;

• deixando claro que para enfrentar os grandes problemas de todos, podem e devem se unir homens de todos os partidos e de todas as religiões.

b) quanto ao desânimo, ao pessimismo, ao fatalismo:

• lembrando que Deus ajuda a quem trabalha. (“Faze por ti e Eu te ajudarei”);

• fazendo ver que o Governo olha o Povo que se decide e que atua;

• provando que nada arrasa mais que o desânimo e que os pais têm que deixar para os filhos um Nordeste diferente.

c) quanto à tentação de achar que ao Governo cabe fazer tudo:

• provando que trabalhar para melhoria do lugar em que a Gente mora é trabalhar para a Gente;

• provando que o Povo só tem a ganhar quando enfrenta seus problemas: torna-se cada vez mais ativo, aprende a trabalhar juntos, conhece seus líderes, prepara-se para o desenvolvimento que já está batendo na porta do Nordeste. [fl. 2]

3. O Conselho de Moradores sabe que foram proclamados pela Organização
das Nações Unidas (ONU) os direitos fundamentais do homem e se bate pelos direitos fundamentais da Comunidade:

a) quando, sem violência e sem imposição política, dada a impossibilidade de previsão diferente por parte do Governo, uma Comunidade se estabeleceu numa Área-desafio, adquire o direito de ali permanecer. As cidades têm que ser aceitas não como são imaginadas, mas tais como surgem na vida real.

Circulares Pós-conciliares 87

b) toda Comunidade tem direito a condições de vida de criaturas humanas, de filhos de Deus. Daí, o direito:

• de ter água e esgoto públicos (a ligação para cada casa é problema da cada família);

• de ter luz pública;

• de poder melhorar os Mocambos e as Casas;

• de ter condições de higiene que permitam educar os filhos;

• de ter vias de acesso abertas sempre aos socorros urgentes;

• de ter telefone público;

• de ter transporte;

• de ter escolas e locais de recreação e desportos;

• de poder ter suas Igrejas, seus Templos, seus Terreiros;

• de ter abastecimento próximo;

• de ter transporte coletivo;

• de ter proteção policial para a ordem pública;

• de ter seus Clubes sociais.

c) O Conselho de Moradores, ajudado pelo Conselho Consultivo e pelo Conselho Técnico, procurará, em cada Área:

• estabelecer a lista dos problemas por ordem de gravidade e de
urgência;

• fazer o possível e o impossível para não ficar apenas em reuniões,
estudos e discussões;

• partir para um programa mínimo de ação em 1966.

* * *

Acontece que em 1966, a Sudene deverá gastar no Recife:

• no Setor de Transporte: um bilhão de cruzeiros na desapropriação, implantação e pavimentação do contorno da Rodovia BR-101, trecho do Curado até a Base Aérea, passando pela Canesa. Órgão executor: DER-PE
.
• na parte de Energia: 160 milhões de cruzeiros para reformas nas redes de distribuição das cidades de Olinda e Recife. Órgão executor:  DAE-PE.

• Em relação a Saneamento: água: reformulação do projeto de abastecimento: 93 milhões de cruzeiros;

obras: 372 milhões de cruzeiros;

esgotos: reformulação do projeto: 93 milhões de cruzeiros;

obras: 353 milhões de cruzeiros. Órgão executor: DSE-PE.

88 Dom Helder

Para água e esgoto no Recife, teremos ainda, via BID: dois milhões 958 mil e 46 dólares...

A Operação Esperança obterá pormenores, da parte dos Órgãos Executores e alertará as áreas a serem beneficiadas, preparando-as para exigir o beneficiamento e levando-as a conhecer os projetos e a deles participar.

Enquanto isto continuam os preparativos para a reunião em torno do General do IV Exército [Setúbal Portugal] (ou, se ele tiver escrúpulos de parecer invadir a área do Ministro [Oswaldo] Cordeiro de Faria, em torno do João [Gonçalves de Souza] . O que não é possível é ser mais uma vez apanhado de surpresa...

Trabalho, graças a Deus, não falta, mas tudo tem sua hora e seu lugar:

• preguei em Pombos, para a população humílima;

• celebrei Missa de despedida para Cecília Ughetto (que vai trabalhar com D. [José Vicente] Távora); vieram duas novas Assistentes substituí-la;

• tive reunião, em Nova Descoberta, com os Líderes Espirituais dos Altos e Córregos de toda a área liderada pelo Pe. Jorge [Van Antwerpp];

• tive encontro, hoje, com o MEB Estadual (15 às 17h);

• terei hoje a instalação do IBECC (indiquei D. José [Lamartine] como membro) e reunião da Operação Esperança;

• tive, ontem, reunião do Governo Colegiado;

• recebo, às terças e sextas-feiras, mais de 100 pessoas; às quartas o Clero e as Religiosas (que aliás não têm hora para falar comigo);

• tenho estado com a AC, especialmente a JECF e a ACO;

• tenho estudado na parte da manhã: o após-Concílio (fui nomeado membro da Comissão Post-Conciliar de Apostolado dos Leigos) e, por motivos especiais, estou relendo La pensée de Karl Marx, de Jean-Yvez Calvez... segunda-feira, à noite, terei uma “Noitada” com descrentes...

Bênçãos saudosas

do Dom

Nenhum comentário:

Postar um comentário