MENU

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

SEGREDOS DIPLOMÁTICOS



O silêncio do retiro dos padres da Arquidiocese de Olinda e Recife no Seminário de Olinda foi quebrado com uma notícia aterradora. O prédio da Cúria Arquidiocesana, mais conhecido como Giriquiti* - nome da rua onde estava localizado o imóvel, no bairro da Boa Vista, no centro do Recife – foi invadido por tropas do Exército. Estava cercado e ninguém entrava ou saia.

Imediatamente Dom Helder seguiu para o local, acompanhado pelo bispo auxiliar, Dom José Lamartine e do padre Ernane Pinheiro, coordenador de Pastoral da Arquidiocese. Ao chegarem constataram  que o local havia sido transformado em uma praça de guerra. Soldados armados de metralhadoras e fuzis fechavam a passagem de carros e pedestres na Rua do Giriquiti. Ao ver o arcebispo, um capitão, responsável pela operação, logo se aproximou.
- Vocês não podem passar. Tenho ordens para fazer busca e apreensão em todo o prédio. Estamos atrás de material subversivo e ninguémpode entrar ou sair do prédio.

Dom Helder protestou. Era um absurdo! Pediu, então, para falar por telefone com o general comandante da Região Militar. Não conseguiu! Por conveniência ou precaução o general não atendeu as ligações do arcebispo. Enquanto isso, a devassa continuava no prédio. Gavetas e armários eram revirados. Funcionários intimidados. Era necessário parar rapidamente aquela operação militar.

Como nào conseguia falar com o geberal nem demoveu o capitão a interromper a operação, mudiu a estratégia. Pediu novamente para usar o telefone. Mas, desta vez, queria que a sua ligação fosse acompanhada pelo comandante da operação.  Sempre na presença do capitão, ligou para Dom Ivo Lorscheiter, então secretário-geral da CNBB no Rio de Janeiro. Relatou a invasão do prédio e solicitou que ele comunicasse  imediatamente ao Vaticano que o Governo brasileiro estava violando segredos de Estado.

- Precisamos evitar um problema diplomático. Na secretaria da Arquidiocese tem documentos reservados ao Vaticano. Os militares brasileiros estão violando a correspondência diplomática, reservada exclusivamente ao Vaticano. Informou ao secretário-geral da CNBB.

Menos de dez minutos após a ligação a operação foi suspensa e os militares de retiraram da Cúria Arquidiocesana.
                                                                
Fonte: Livro Além das Ideias – do jornalista Félix Filho


Nenhum comentário:

Postar um comentário