MENU

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

ATUALIDADES: IDHeC RECEBE VISITA DE DIRETOR DE COMUNICAÇÃO DA ADVENIAT


Era o Natal de 1961. Em todas as missas católicas da Alemanha eram feitas coletas. Os bispos recolhiam doações para pessoas que sofriam com a pobreza na América Latina, também como forma de agradecimento.

Afinal, nos primeiros anos do pós-Guerra, a solidariedade havia ocorrido no sentido inverso, como dizia o então bispo de Essen, Franz Hengsbach.  "No Brasil uma mulher me mostrou a mesa de sua sala e disse: 'aqui embrulhamos milhares de pacotes para vocês'."

Essas primeiras coletas arrecadaram 23 milhões de marcos alemães, o equivalente a 11,8 milhões de euros em valores da época. O que foi planejado para ocorrer apenas uma vez acabou se tornando a Ação Episcopal Adveniat, nome oficial da organização católica de ajuda à América Latina. Desde então foram arrecadados mais de 2,3 bilhões de euros, com os quais foram apoiados 3 mil projetos anuais de ajuda em toda a América Latina.

LUTA CONTRA A POBREZA

A luta contra a pobreza e a injustiça está desde o princípio no centro do trabalho da Adveniat. O que faz jus ao significado do nome da organização  que é  “Venha a nós o vosso reino, do Pai Nosso”. Bernd Klaschka,  diretor  da Adveniat á época de seu jubileu de ouro, em 2011 disse certa vez: "Nesta oração, Jesus pede a Deus que as pessoas tenham diariamente o que elas precisam para viver. E nós ajudamos nisso, em lugares onde a situação é mais urgente." Segundo ele os ensinamentos cristãos de nada valem sem a ação. "E nós devemos sempre estar lá onde Jesus também esteve: ao lado dos pobres."

 OPÇÃO PELOS POBRES

A "opção pelos pobres" é uma espécie de linha invisível que une todas as atividades da Adveniat desde a  sua fundação, colocando as necessidades dos pobres no centro das ações da Igreja. O lema oriundo da Teologia da Libertação, "ver, julgar, agir", marca o trabalho da Adveniat na América Latina até hoje.

A luta contra a pobreza é uma tarefa difícil e a Igreja Católica brasileira se alegra de poder contar com a ajuda da organização alemã.

O nome Adveniat se espalhou rapidamente pela América Latina e é hoje conhecido em favelas da Guatemala e do Paraguai, por exemplo.

Com as doações, a Adveniat ajuda primeiramente a melhorar a assistência espiritual oferecida pela Igreja Católica na América Latina, incluindo, por exemplo, a formação de sacerdotes e leigos, a construção de igrejas e centros comunitários e a compra de camionetas para que seja possível alcançar as regiões mais longínquas do continente.

No dia 15 de julho o IDHeC teve a alegria de receber a visita de CHRISTIAN FREVEL, Diretor de Comunicação da ADVENIAT, Essen – Alemanha, acompanhado da esposa e filhos adolescentes, para quem traduzia as informações obtidas durante a visita.



O diretor já havia visitado o IDHeC, anos atrás, acompanhado pelo saudoso Pe. Comblin e, fez questão de, não apenas rever o local onde viveu Dom Helder como trazer a família.




E trouxe com ele uma preciosa informação, a edição de uma revista de 24 páginas sobre o Dom, a ser publicada brevemente pela Adveniat.



A recepção do IDHeC foi feita pelos diretores Laura Cavalcanti e Déo Barbosa e a conselheira Bete Barbosa. A família foi ciceroneada por Jô Mazzarolo e seguiu para visitar o túmulo do Dom na Sé de Olinda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário