MENU

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

OUTRAS PALAVRAS: LEMBRANDO DOM HELDER


Por Marieta Borges *



De muitas formas e com profundo carinho,
tens sido homenageado, Dom Helder,
por aqueles que te têm guardado no coração...

Afinal, já faz mais de cem anos que nascestes
e 17 anos que partistes...
e continuas a merecer homenagens,
pela tua trajetória tão marcante e tão inesquecível!

Os louvores partem de todos os cantos. O mundo te busca,
trazendo-te de volta pelas palavras e exemplos deixados,
pela coragem de ousar e de amar sem medida...

Não importa em que idioma e em que lugares
as reverências acontecem...
És um cidadão do mundo, amado por gente de todos os cantos
Tua longa e fecunda vida permanece pairando sobre nós,
que partilhamos e divulgamos a sabedoria registrada em obras,
e os teus gestos de amor enormes, carregados de humildade!


Dom Helder, pequenino e gigante,
muito poucos foram como tu!
Dom Helder franzino, de olhar sereno,
quem resistiu à tua indagadora visão de mundo?
Dom Helder profeta, Como não lembrar o teu profetismo
e a tua força escondida numa fragilidade evidente?

Tempo longo sem tua presença física. Tempo sempre novo,
quando revivemos o que deixaste escrito...

Agora sonhamos com a constatação da tua santidade.
Não há dúvidas na nossa intenção, reconhecendo-te santo
naquilo que sonhou e realizou, apesar das dificuldades vividas


Dom Helder: um santo nordestinho,
absolutamente inesquecível!
Que saudade de ti!

* Texto lido na Celebração Eucarística pelos 17 anos da partida do Dom para a Casa do Pai

Nenhum comentário:

Postar um comentário