MENU

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

UM OLHAR SOBRE A CIDADE: CATÓLICOS E PROTESTANTES


Segunda-feira, 25.2.1980

Meus queridos amigos

Tenho uma notícia que, certamente, trará alegria aos queridos ouvintes católicos e aos queridos ouvintes protestantes. Os bispos católicos e os pastores protestantes da Suíça uniram-se para realizar, em varias cidades suíças, assembleias ecumênicas durante a Quaresma e em preparação para a Páscoa. Convidaram-me para pregar a Quaresma nestas reuniões ecumênicas, através de toda a Suíça, de 27 de fevereiro a 6 de março. Hoje mesmo, se Deus quiser, estarei voando para a Suíça.

Sei que há irmãos católicos e irmãos evangélicos que não entendem e não admitem o Ecumenismo. Não se trata, de modo algum, de os católicos serem infiéis ao que receberam e recebem como doutrina evangélica. Não se trata, de modo algum, de os protestantes serem infiéis a mensagem que receberam e procuram viver. Trata-se de olhar mais para o que nos une, do que para o que nos separa.

Temos, ou não, a mesma fé em um só Deus, uno e trino, Pai, Filho e Espírito Santo? Cremos ou não, todos nós, católicos e protestantes, que o universo é criação de Deus e que o Universo foi criado por amor, para o nosso bem, e não para a nossa perdição? Cremos ou não, todos nós, católicos e protestantes, que Jesus Cristo, filho de Deus que se fez homem para salvar-nos, é, na verdade, nosso único Salvador? Cremos ou não que a Santa Bíblia é palavra que Deus disse? E hoje temos edições da Bíblia aprovadas e tidas como fiéis, tanto pelos bispos católicos como por pastores protestantes. Nosso irmãos, católicos e protestantes, me enviaram “Notas de reflexão” que foram a base teológica da Campanha Quaresmal na Suíça, em 1980. Sabem qual é o título destas notas teológicas? “Seguir o caminho dos Pobres”. Deixo aqui uma ligeira amostra do que são estas “Notas de reflexão”, que muito me ajudaram a preparar as pregações que espero em Deus fazer na Suíça.

O primeiro texto do Santo Evangelho que a Campanha Quaresmal Suíça deste ano lembra ao povo suíço é a passagem de Lucas, cap. 6, vers. 20: “Felizes sois vós, pobres: o Reino de Deus é vosso”.

E a Campanha Quaresmal, através de exemplos concretos, muito felizes, prova que Jesus Cristo incluiu entre as bem-aventuranças a pobreza, mas não a miséria... A miséria, apresentada em flagrantes de hoje, do mundo de hoje, a miséria de modo algum é abençoada pelo Cristo. A miséria é um insulto ao Criador e Pai e uma vergonha para a humanidade.

Terei a confiança em ir dando, de vez em quando, notícias sobre as pregações que irei, com a graça de Deus, pregar no início da Quaresma nas principais cidades da Suíça. Amanha, sempre e apenas se Deus quiser, procurarei responder a uma pergunta que deve ter surgido na cabeça de muitos ouvintes. Procurarei responder a esta dúvida séria: por que largar sua Diocese e ir pregar Quaresma na Suíça? Procurarei provar que nossa Diocese, de modo algum está abandonada, e que estou voando para a Suíça em missão evangélica e na minha missão de bispo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário