MENU

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

ATUALIDADES: DOM FERNANDO CELEBRA MISSA PELO 108° ANIVERSÁRIO DE DOM HELDER CAMARA

Matéria postada no site da Arquidiocese de Olinda e Recife em 06.02.2017

Na manhã deste domingo, 05/02/17, a capela de Nossa Senhora da Assunção, conhecida como “Igreja das Fronteiras”, na região que faz limite entre os bairros do Derby e Boa Vista, ficou pequena para a saudade dos 
fiéis devotos, seguidores e amigos do finado arcebispo Dom Helder
Camara. O Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, presidiu a Santa Missa em Ação de Graças pelo 108° aniversário natalício daquele que foi arcebispo de Recife e Olinda por vinte anos. Concelebraram a Santa Eucaristia o padre Marcelo Barros, padre Fábio Potiguar e o Monsenhor Edwaldo Gomes. Auxiliaram nos serviços da Missa o capelão José Augusto e o diácono Raimundo Viana.

Em sua homilia, Dom Fernando Saburido observou que não poderia haver Evangelhos mais alinhados com o modelo de vida de Dom Helder do que os de Isaías (Is 58, 7-10) e de São Paulo (1 Cor 2,1-5). A primeira leitura ecoava pelos corações dos fiéis devotos e ressoava pelos quatro cantos da igreja das Fronteiras, relembrando a prática vivenciada por Dom Helder:

“Reparte o pão com o faminto, acolhe em casa os pobres e peregrinos. Quando encontrares um nu, cobre-o, e não desprezes a tua carne. Então, brilhará tua luz como a aurora e tua saúde há de recuperar-se mais depressa; à frente caminhará tua justiça e a glória do Senhor te seguirá. Então invocarás o Senhor e ele te atenderá, pedirás socorro, e ele dirá: ‘Eis-me aqui’. Se destruíres teus instrumentos de opressão, e deixares os hábitos autoritários e a linguagem maldosa; se acolheres de coração aberto o indigente e prestares todo o socorro ao necessitado, nascerá nas trevas a tua luz e tua vida obscura será como o meio-dia. ”

Segundo Dom Fernando, a primeira carta de São Paulo à comunidade dos Coríntios nos remete ao exemplo de humildade, deixado por Dom Helder, que incansavelmente falava que todo o mérito é de Deus. Para Dom Fernando, Dom Helder, assim como São Paulo, anunciou a Boa Nova, Jesus Cristo, e semelhante a cera da vela, se consumiu em servir a Igreja, para que a luz do anúncio do Evangelho brilhasse mais forte. “A Igreja precisa de luminares como Dom Helder ”, concluiu o arcebispo de Olinda e Recife.

A realização da Missa em memória ao nascimento de Dom Helder foi uma iniciativa do IDEHeC (Instituto Dom Helder Camara), representado por seu diretor Antônio Carlos. Antes do término da celebração, a diretoria do IDEHeC agradeceu a presença de todos e convidou a assembleia a participar da II Vigília da Esperança, promovida pelo Fórum Articulação de Leigos Cristãos, na próxima terça-feira (07/02, às 18h), nas escadarias do Palácio dos Manguinhos, Graças. A II Vigília propõe uma reflexão sobre a Reforma da Previdência e momentos de louvor e preces em memória aos 108 anos de nascimento do Dom da Paz.  

Histórico Dom Helder Camara – Nascido em 07/02/1909, em Fortaleza, Ceará, Dom Helder Camara destacava-se como notável articulador, orador, dotado de grande cultura e inteligência. Enquanto residia no Rio de Janeiro e exercia a função de bispo auxiliar na arquidiocese do Rio, em 1952, Dom Helder diagolou com o futuro Papa Paulo VI, o Monsenhor Giovanni Batista Montini, a criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

  Também foi um dos idealizadores do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), fundado em 1955. Dom Helder foi nomeado Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife em março de 1964 e permaneceu neste cargo até abril de 1985. O arcebispado de Dom Helder foi marcado pelo fortalecimento das CEB’s (Comunidades Eclesiais de Base), pela defesa dos mais pobres e pela denúncia da tortura imposta pelo regime ditatorial militar da época. Dom Helder denunciou fora do Brasil os abusos praticados pela ditadura, destacando-se como defensor dos Direitos Humanos. Por seus feitos, foi por três vezes indicado ao prêmio Nobel da Paz. Desde 03/05/2015, o processo de Beatificação e Canonização do Servo de Deus Dom Helder Camara foi aberto, com a Arquidiocese de Olinda e Recife à frente da causa de beatificação, sendo o Frei Jociel Gomes o responsável e Postulador para sensibilizar a Congregação para a Causa dos Santos, em Roma. A causa encontra-se na Fase Diocesana, em que o Tribunal Eclesiástico está escutando as testemunhas e as comissões histórica e teológica estão preparando seus pareceres e relatórios. Espera-se que em breve, os trabalhos sejam concluídos na Arquidiocese e o Postulador Frei Jociel Gomes, OFMCap., possa entregar toda documentação ao Vaticano.


ORAÇÃO PARA PEDIR A DEUS A BEATIFICAÇÃO E CANONIZAÇÃO DE DOM HELDER CAMARA E ALCANÇAR GRAÇAS POR SUA INTERCESSÃO

 “Ó Deus de amor e misericórdia, que destes à Igreja o Bispo Dom Helder Camara, nós vos agradecemos pelo dom de sua vida e vos bendizemos por suas virtudes. Exercendo o seu ministério em favor da justiça e da paz e dedicando sua missão à causa dos pobres, imitou o Bom Pastor que deu a vida por suas ovelhas. Vós que prometestes glorificar aqueles que vos servirem, dignai-vos glorificá-lo com a honra dos altares e, por sua intercessão, dai-nos a graça que vos suplicamos (menciona-se a graça em silêncio). Fazei que, seguindo o seu exemplo, possamos testemunhar o vosso amor e a vossa misericórdia, junto aos nossos irmãos e às nossas irmãs. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!
Pai Nosso, Ave Maria e Glória ao Pai.

Com aprovação eclesiástica

OBS: Esta oração é para uso pessoal e particular. Em nada se pretende antecipar à autoridade da Igreja, à qual, unicamente, compete pronunciar-se sobre a santidade de Dom Helder.   
(Pascom Arquidiocese de Olinda e Recife)


Nenhum comentário:

Postar um comentário