MENU

sábado, 20 de maio de 2017

15ª SEMANA NACIONAL DE MUSEUS




O QUE SÃO MUSEUS?


“São espaços de estudo, pesquisa, educação, contemplação, lazer, diálogos. Mas, também, de construção de histórias e narrativas próprias de cada museu. As narrativas, as histórias e também os discursos ali representados são construções sociais. Narrar o passado é reinventá-lo”.

Para a realização da 15ª Semana Nacional de Museus o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM -  convidou todas as instituições museológicas a uma reflexão sobre o tema “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”.

E lançou o desafio: Quais as histórias que nossos museus estão contando? O objetivo é que esse pensamento crítico se desdobre em diálogos com o público e também em programações especiais.

CASA MUSEU DOM HELDER CAMARA

 A Casa Museu é a “casinha das Fronteiras”, como é carinhosamente chamada até hoje, onde viveu Dom Helder desde a assinatura do Pacto das Catacumbas, até a sua morte, em 27 de agosto 1999.


Em 2007 foi reconhecida como Casa Museu Dom Helder Camara, pelo Instituto Brasileiro de Museus- IBRAM, passando a fazer parte do catálogo de visitação e a participar de dois eventos importantes: A Semana Nacional de Museus e a Primavera de Museus.


E tema escolhido para esse ano foi: O Prêmio Nobel da Paz: a atuação do Ditadura Militar Brasileira contra a indicação de Dom Helder Camara.


EXPOSIÇÃO PERMANENTE


A exposição Permanente, inaugurada em 12 de abril 2013, integra o Memorial Dom Helder Camara, ao lado da Casa Museu, Igreja das Fronteiras e Espaço Dom Lamartine. O Memorial, por sua vez, compõe o IDHeC- Instituto Dom Helder Camara, ao lado do CEDOHC – Centro de Documentação Dom Helder Camara e da Casa de Frei Francisco, o braço social da instituição.


Complementando a visita, a Exposição conta, de maneira cronológica e didática, a trajetória de Dom Helder, desde os sonhos, ainda bem pequeno, de ser padre até o arcebispado na Arquidiocese de Olinda e Recife.

A exposição teve 12 de seus expositores reformulados, pela historiadora do IDHeC, Lucy Pina e, contemplando o tema escolhido essa ano para a Semana dos Museus dedica um deles aos prêmios que celebram e reconhecem o Pacificador e Pacifista.  Oito prêmios estão expostos, entre eles a Medalha Martin Luther King e o Prêmio Roma-Recife Cidade da Paz.
  

Conhecer a história de Dom Helder Camara transcende os limites da religião, na medida em que ele se tornou um ícone mundial na defesa dos direitos humanos, sendo a voz dos oprimidos, dos perseguidos políticos, dos torturados pela ditadura militar. Acolhia os indefesos e denunciava as injustiças sociais. Seu exemplo de vida, o legado que ele deixou, precisa ser levado adiante e conhecido por cada vez um número maior de pessoas.

Por isso é importante que as escolas levem seus alunos para visitar a Casa Museu para que eles tenham a oportunidade de ver acesa, através das imagens e dos escritos do Dom, a chama da esperança da construção de um mundo melhor.

A exposição preparada para a Semana Nacional de Museus permanecerá aberta para visitação. 

Venha conhecer de perto a história de Dom Helder e descubra porque, embora tenha sido impedido de ganhar o prêmio Nobel da Paz, foi, sem dúvida alguma, um dos maiores merecedores do prêmio do século XX.


SERVIÇO

15ª SEMANA DE MUSEUS – CASA MUSEU DOM HELDER CAMARA
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: das 14h às 17h
LOCAL: IDHeC– Instituto Dom Helder Camara
Rua Henrique Dias, Igreja das Fronteiras, s/n, Bairro: Boa Vista
Agendamento de visita:  Lucy ou Vanuzia – fone: 81-3421.1076
Blog: www.institutodomhelder.blogspot.com







Nenhum comentário:

Postar um comentário