MENU

quarta-feira, 21 de junho de 2017

UM OLHAR SOBRE A CIDADE: A MATEMÁTICA DA VIDA



Segunda-feira, 10.1.1977

Meus queridos amigos

Nem todo mundo pôde aprender na escola a fazer contas de somar, de diminuir, de multiplicar, de dividir... Nem mesmo quem não aprendeu as contas, só tem a ganhar em aprender, na escola da vida, a diminuir e dividir. Há criaturas que não somam nem multiplicam.

Ficam isoladas e sós. Há quem só entenda somar, quando se trata de aumentar o que é seu. Nada de somar para os outros. Nada de diminuir o que é seu.

Multiplicar! Quando todos aprenderemos a multiplicar, pensando em todos? Multiplicar o que é seu, não há quem não queira.

Pensar nos outros na hora de multiplicar, não. Dividir, conforme seja, é verbo divino ou diabólico. Dividir, com um irmão faminto, o pão que eu estou comendo, é divino. Dividir, não apenas o que sobra, não apenas aquilo de que não dou conta, dividir, partindo da convicção de que todos somos irmãos, é inspiração divina.

Não falta quem diga que não é possível pensar em dividir o bolo antes de prepará-lo. Mas o terrível é que estão preparando o bolo e comendo. Não dividir, guardar só para si e para o pequeno grupo de seus, fechar as mãos, fechar o coração, é pecado feio e triste. Dividir é diabólico quando se trata de separar, desunir, intrigar...

A hora é de somar, sobretudo nas comunidades pobres, onde cada um, sozinho, não pesa nada, não conta nada, não vale nada.

Unidos para o bem, unidos para enfrentar juntos e de modo construtivo os problemas da comunidade, somando-se, são uma força que Deus abençoa.

Ninguém repita o pensamento pagão embebido de egoísmo: cada um por si e Deus por todos. Cada um somando-se com todos, aí sim, mas só aí, Deus estará presente e ajudará. Se é hora de diminuir, não se venha diminuir de quem já está mais do que diminuído, de quem já não tem mais o que diminuir, sem maiores abalos.

Desenvolvimento é hora de multiplicar. Mas a melhor definição de desenvolvimento ainda é a que exige o desenvolvimento do homem todo e de todos os homens. Não vale multiplicar riqueza de quem é rico, multiplicando a pobreza de quem é pobre.

Se todos dividíssemos entre nós a responsabilidade de sermos filhos de Deus e irmãos uns dos outros, o mundo mudaria de rumo.


Que a escola da vida nos ensine a somar, a diminuir, a multiplicar  e a dividir!

Nenhum comentário:

Postar um comentário